slide1 slide2

Card. Raymundo: não basta ter filhos, é preciso educá-los

2015-10-19 Rádio Vaticana - Cidade do Vaticano (RV) – “Não se trata de ter filhos à vontade, mas tê-los com responsabilidade”: palavras de um dos presidentes-delegado, Card. Raymundo Damasceno Assis, Arcebispo de Aparecida (SP).

 

No trabalho de um dos 13 círculos menores esta segunda-feira (19/10), Card. Damasceno Assis explicou que o debate se deu em torno do planejamento familiar:

“Sabemos que hoje há uma mentalidade antinatalista. Muitos casais hoje veem os filhos como um problema, como uma dificuldade, não como um presente ou um dom de Deus. Então hoje como viver o matrimônio como comunidade de vida e de amor, que resulte dessa comunidade também os filhos? Como planejar o nascimento dos filhos? A Igreja deixa à responsabilidade dos casais que pelo menos devem ser formandos  na sua consciência para que realmente planejem seus filhos dentro da responsabilidade que cabe a eles, aos pais, porque não basta gerar filhos, é preciso também educá-los, evidentemente. E é fundamental também ter em conta os meios para planejar os filhos. Não podemos apoiar de forma alguma todo método que for abortivo, por exemplo. Então o casal tem que ser orientado, formar a sua consciência para que planeje sua família não dentro de um espírito egoísta, individualista, pensando só no bem do casal, mas pensando também no bem da sociedade. De modo que o planejamento é importante e fundamental, mas deve ser feito dentro de critérios éticos, morais, e também com uma consciência bem formada à luz dos ensinamentos da Igreja e da Palavra de Deus. Não se trata de ter filhos à vontade, mas se trata de tê-los com responsabilidade.”

(BF)

(from Vatican Radio)