slide1 slide2

A chamada maior paróquia do mundo completa 50 anos

Roma, 29 Abr. 17 / 02:00 pm (ACI).- No dia 7 de abril, a chamada “maior paróquia do mundo” comemorou seus 50 anos de fundação em Dubai, Emirados Árabes Unidos, no Oriente Médio.

 

As celebrações dos 50 anos da St. Mary Catholic Church começaram no dia 18 de novembro de 2016 e terminaram em 28 de abril deste ano.

Depois de uma Missa e um festival cultural programado para o dia 27 e 28 de abril, o Vigário Apostólico para o Sul da Arábia, Dom Paul Hinder, presidiu a Missa Central às 18h15 (hora local).

O Prelado, que está realizando uma visita apostólica em Dubai desde o dia 23 de abril, felicitou a paróquia pelo seu aniversário: “Estou feliz de poder saudá-los. Em sua primeira carta, São Pedro fala sobre a fé genuína e que esta é mais preciosa do que o ouro, que é perecível”.

“Este é o meu desejo para vocês: Que o ouro da sua fé seja provado e se converta em louvor, honra e glória a Jesus Cristo”, disse o Prelado.

Os Emirado Árabes têm aproximadamente 9 milhões de habitantes. Entre eles, cerca de um milhão são cristãos e a maioria dos fiéis são estrangeiros provenientes de países da África, da Europa e da Ásia.

A paróquia St. Mary recebe semanalmente mais de 80 mil fiéis e, em ocasiões especiais, este número pode chegar a 200 mil. São atendidos por 12 sacerdotes e mais de 250 voluntários.

Muitos fiéis são provenientes de países como Índia, Filipinas, Sri Lanka, Paquistão, Indonésia, China, Coreia, Nigéria, Quênia, Etiópia, Uganda, Eritreia, África do Sul, Itália, Espanha, França, Portugal, Polônia, Rússia, Ucrânia e Eslováquia.

A língua principal para as Missas em St. Mary é o inglês. De segunda a quinta-feira, são celebradas quatro Missas por dia; sextas-feiras e domingo, celebram sete; e aos sábados, seis Missas. As Missas também são em árabe, francês, português, polonês, ucraniano, urdu, malaio e outras línguas asiáticas.

O sacerdote franciscano Lennie J.A. Connully, pároco de St. Mary, disse a ‘Gulf News’: “Nós realmente somos muito felizes aqui”.

“Somos gratos aos governantes e estamos comemorando 50 anos de tolerância religiosa como um presente deste país e, portanto, queremos dar um presente à esta nação”, expressou o Pe. Connully.

A história da sua construção

Antes da construção da paroquia, as Missas eram celebradas para pequenos grupos de 10 a 15 fiéis em algumas casas ou embaixadas e eram presididas por um sacerdote estrangeiro.

Na década de 1960 chegaram os sacerdotes destinados a servir permanente-mente aos católicos de Dubai. Como não havia nenhuma igreja, em 1965, o Pe. Eusebio Daveri pediu ao Sheikh Rashid Bin Saeed Al Maktoum um terreno para construir a primeira.

O Pe. Connully contou ao ‘Gulf News’ que o Sheikh Rashid não pensou duas vezes e lhe disse: “Peguem o que quiser. Isto é o que diz o meu coração, que preciso de todos no meu país”.

Em 1966, o templo começou a ser construído e foi concluído em 1967. No dia 7 de abril daquele ano, foi abençoado pelo então Vigário Apostólico da Arábia, Dom Luigi Irzio Magliacani, e dedicado à Assunção da Virgem. O templo podia acolher aproximadamente 300 pessoas.

Na década de 1980, aumentou o número de imigrantes no país e, consequentemente, o número de cristãos cresceu. Em 1989, foi inaugurado um novo templo, construído sobre o anterior, que é o que funciona atualmente e tem capacidade para acolher cerca de 2 mil pessoas.